FANDOM


Corumbá (pronúncia: koɾũˈba) é um município da Região Centro-Oeste do Brasil, situado no estado de Mato Grosso do Sul pertencente à Mesorregião dos Pantanais Sul-Mato-Grossenses e à Microrregião do Baixo Pantanal.[1] Sendo a cidade mais antiga deste estado considerando a data de fundação do Forte Coimbra de 13 de setembro de 1775, as disputas por território entre portugueses e espanhóis sempre estiveram na origem desta cidade, cujo primeiro vilarejo surgiu em 1778 com o nome de Vila de Nossa Senhora da Conceição de Albuquerque que foi fundada pelo sargento-mor Marcelino Rois Camponês, a mando do Governador da Capitania de Mato Grosso, o Capitão-General Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres. A cidade sempre foi muito estratégica regionalmente para a entrada das mercadorias europeias e sua localização, após a serra de Albuquerque (que finaliza o Pantanal ao sul), no último trecho facilmente navegável do Rio Paraguai para embarcações de maior calado e a beira do Pantanal, que lhe garantiu um rápido e rico crescimento entre o final do século 19 e começo do século 20, quando a borracha da Amazônia passou também a ser exportada por ali. Era também um importante entreposto fluvial de Cuiabá e Cáceres, ambas importantes centros fluviais da região numa época em que só se chegava a Corumbá pelo rio, o que fez com que fosse centralizado temporariamente ali o parlamento estadual (nessa época por pouco Corumbá não foi a capital do estado).

Com uma área de 64.960,863 km² (superior à de países como Suíça, Eslovénia e Estónia), Corumbá é o 11º maior município brasileiro e o maior do Mato Grosso do Sul e da Região Centro-Oeste. De acordo com estimativas do IBGE de 2015, a população do município é de 108.656 habitantes, distribuídos em 32.259 domicílios,[2][3] sendo o quarto município mais populoso de Mato Grosso do Sul. É também o 18º município mais populoso do Centro-Oeste do Brasil, o 5º município fronteiriço mais populoso do Brasil e o 281º município brasileiro em termos de população, com densidade demográfica de 1.662 hab/km². Corumbá é também conhecida por sua diversidade cultural, com influências indígenas, sul-americanas (paraguaios, argentinos, uruguaios, bolivianos), árabes, italianas e portuguesas, que se expressam na sua culinária e na sua música. É um destino turístico importante, graças aos seus vários eventos, destacando-se o Carnaval, o Festival América do Sul, o Festival Latino Americano de Arte e Cultura, entre outros.

Corumbá é também o porto mais importante do estado de Mato Grosso do Sul e um dos mais importantes portos fluviais do Brasil e do mundo. Situada na margem esquerda do rio Paraguai e também na fronteira entre o Brasil, o Paraguai e a Bolívia (situação conhecida como tríplice fronteira), Corumbá é considerada o primeiro pólo de desenvolvimento da região. Segundo o IBGE, em 2013 Corumbá possuía um PIB de cerca de R$ 2,8 bi, representando cerca de 4% do total das riquezas produzidas no estado e cerca de 0,06% do total nacional. Com isso, o município ficou em quarto lugar no estado, logo atrás da capital, Dourados e Três Lagoas. Existe uma conurbação de Corumbá com mais 3 cidades: Ladário, Puerto Suarez e Puerto Quijarro. Com isso existe uma rede urbana de cerca de 150.000 pessoas, sendo atendida por dois aeroportos: Corumbá e Puerto Suárez. Com arrecadação de mais de 300 milhões de reais em 2015,[4] o município de Corumbá atingiu a condição de quarta cidade com maior potencial de consumo no Estado e 318º entre as 500 com maior potencial de consumo do País com ipc de 0,044% em 2014.[5]

AlcunhasEditar

O nome da cidade é abreviado geralmente para CRBÁ ou CMB. Corumbá possui vários cognomes, que descrevem características locais. Entre elas as mais conhecidas são:

  • Capital do Pantanal: principal e mais importante zona urbana do território pantaneiro e por abrigar 60% da mesma região;
  • Cidade Branca: por causa da cor clara de sua terra, pois está assentada sobre uma formação de calcário, que dá a cor clara as terras;
  • Triplice-Fronteira do Centro-Oeste: única cidade da Região Centro-Oeste do Brasil nessa situação;
  • Capital Portuária do Centro-Oeste: principal porto da mesma região;
  • Capital Fronteiriça do Centro-Oeste: principal cidade fronteiriça da região.

ReferênciasEditar

  1. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
  2. Estimativa populacional 2015 - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
  3. Censo Populacional 2010 - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
  4. Manual de integração, de olho no imposto - Impostômetro
  5. IPC Marketing - Brasil em foco (500 maiores municipios brasileiros em consumo) - Ptdocz

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória